Mickey, saia rodada e salto tratorado


Eaí gente, tudo certo?
Uns fins de semana atrás fomos comemorar os 10 anos da Banda LITHIUM no Jack e resolvi fotografar no dia seguinte o look que usei pra tietar Renatinha e companhia. Geralmente minhas fotos são feitas na garagem de onde o Luiz Paulinho mora, mas como tinha gente por lá e eu morro de vergonha de tirar foto com alguém me olhando, resolvemos tirar as fotos nas escadas e por fim amamos o cenário diferente. ❥


Quem acompanha principalmente no meu Instagram sabe que amo o Mickey e adoro quando encontro roupas dele e não tem aquela cara infantilzona que a maioria de camisas de personagens tendem a carregar (afinal, a cara de 12 anos continua comigo... hahaha). A saia é a de sempre e pra falar a verdade, usaria todo dia... O diferencial mesmo ficou com a bota: durante muito tempo eu não usei salto devido meu problema no joelho, mas resolvi arriscar e adquiri esta que além de super confortável, possui o salto mais grosso e tratorado.



Adorei tirar as fotos sentada... super disfarça minhas pernas enooormes... hahaha E aí, quem curtiu? Não deixe de comentar! Beijooo


Nos acompanhe nas redes sociais: Facebook | Youtube | Instagram | Instagram | Pinterest

Doutor Estranho - O Juramento


Oioi gente! Tudo certo?
E a resenha mais esperada da vida chegou \o/ Digo isso porque essa foi a HQ que mais procurei e mais fiquei ansiosa pra encontrá-la. Meu interesse pelo Strange surgiu de verdade quando o maravilhoso do Benedict Cumberbatch foi confirmado pro papel do filme (pelo princípio que tudo que ele faz é foda), então resolvi que deveria aprender um pouco sobre o Mago Supremo antes de ver o filme (com estreia marcada pro dia 2 de novembro - quarta-feira passada).


A HQ começa em um consultório onde Wong (amigo e pupilo de Strange) aparece com Strange baleado nos braços e precisa ter a bala retirada imediatamente. Quem o atende é a Enfermeira Noturna — conhecida por atender heróis que não podem simplesmente ir em hospitais comuns e por aparecer em HQ's do Demolidor — que se assusta ao ver sua projeção astral que lhe conta o que aconteceu até aquele momento: Ao descobrir que Wong está com tumor cerebral em estágio avançado, Strange parte para uma viagem em outra dimensão em busca de um soro que promete curá-lo, uma vez que a medicina não poderia fazer mais nada por ele. Porém o poder do soro era tão grande que não poderia curar apenas cânceres, como qualquer outra doença no mundo humano. E isso fez com que um mercenário, conhecido como Bandoleiro fosse contratado para roubar o elixir e foi durante o roubo que Strange foi baleado.

*Sherlock: melhor referência*

O misterioso mandante do roubo assim que tem em mãos o elixir, faz pesquisas para que se suas suspeitas fossem comprovadas, ele deveria ser destruído. E para descobrir quem é essa pessoa, Strange é obrigado a entrar na mente de Bandoleiro onde possui diversos bloqueios, e entre eles está inclusive o Dormammu (principal vilão de sua história que vive em outra dimensão). Strange finalmente descobre quem é o mandante e vai atrás dele para tentar recuperar o elixir e salvar o amigo, que se mostra cada vez mais fraco ao longo da HQ.
Durante toda a história, temos momentos que situam o surgimento do mago, como cenas no hospital após seu acidente - recebendo a notícia que não poderia mais atuar como neurocirurgião, até sua ida ao Ancião, onde recebeu e praticou os ensinamentos como mago.
A HQ é ótima, mas mostra ele mais como investigador do que mago... mas continua sendo uma ótima referência pra conhecer o personagem antes do filme. A edição de luxo da Salvat é maravilhosa e vale os 35,00 reais que paguei.


SOBRE O FILME

O melhor filme solo da Marvel! Sem brincadeiras. Tudo bem que o amor pelo Benê ajudou muito a gostar do filme, mas eles trabalharam lindamente os tempos entre o começo como Neurocirurgião arrogante até o desfecho final (quem conhece o personagem melhor sabe que suas lutas principais são em outra dimensão). Achei as piadas na medida e a ambientação maravilhosa! Se você quer saber mais sobre o filme antes de ver, recomendo a resenha da linda da Clayci (mas eu acho que você deveria mesmo era correr pro cinema e ver logo esse filme lindo - em IMAX, se possível hahaha)! 


Bom, é isso... espero que tenham gostado da resenha e torço para que também gostem do filme como eu! Um beijão e até mais...

Nos acompanhe nas redes sociais: Facebook | Youtube | Instagram | Instagram | Pinterest

Work, work, work, work, work


Era uma vez uma pequena Lud, por volta dos 11 anos que babava nas bolsas de uma amiga da escola que uma tia (acho que era tia...) trazia de fora do país pra ela. Eram lindas, tinham um tecido muito legal, cores super vibrantes e que vinham com o macaquinho mais fofo do mundo. E foi assim que conheci a Kipling ❥. Mas vocês sabem como ela surgiu? Dá o play que te conto!


O post de hoje é um pouco diferente dos demais, mas super especial. Estou participando da IV Seleção de Correspondente Kipling e vim falar um pouco sobre a linha Work pra vocês (por isso a referência à diva Rihanna no título)!

A marca possui quatro linhas: Work, Travel, Everyday e Shoes.  

— Mas Lud, porque você escolheu essa linha e não outra mais colorida igual você?

Explico o porquê: minha rotina atual existe atrás de um computador. Como trabalho, estudo e - junto com o Luiz Paulo - administro e produzo pra Lulud Store, carrego meu notebook sempre e preciso de uma mochila ou bolsa que me dê segurança em levá-lo para esses lugares e que se adeque às produções usadas em todas elas. Conforto + segurança + estilo = quem não quer?


A linha Work é facilmente reconhecida por ter modelos mais elegantes na linha e os chaveiros geralmente são de metal. As cores predominantes são preto, azul marinho e bege, cores que ajudam bastante na hora de pensar na produção para o trabalho. Falando nisso, vem conhecer alguns produtos e ver como eles ficaram lindos nos looks que preparei pra vocês.

Posso começar com um look totalmente pensado pro meu dia a dia? Pode né? hahaha Por trabalhar em uma empresa com área industrial e ficar quase o dia inteiro fora de casa, preciso de peças confortáveis que se adaptam á minha rotina. A combinação camisa + calça + tênis está presente praticamente em todos os meus dias úteis e combinados com Mochila Deeda (ideal para quem tem uma rotina agitada e precisa carregar de tudo um pouco) garantem um look simples, mas cheio de estilo.


Esse look já foi pensado pra você, mulher que tem mais liberdade no modo de se vestir para trabalhar. Então, porque não ousar em tendências? O vestido listrado - que veio pra ficar - combinado com oxford metálico (amo ❥). A Kaitlyn KW vem completando o look de forma discreta, sem deixar de ser linda e funcional. A bandana fecha o look amarrada no pescoço, na cabeça ou até mesmo na bolsa.


E pras mulheres sofisticadas, não menos que um look Navy. A tendência tem voltado forte em peças clássicas e nada combina melhor com esse tipo de produção que uma New Ceroc, pensada em quem não abre mão do estilo para trabalhar. Possui um grande espaço para notebook e outros gadgets e rodinhas para facilitar o manuseio - sem perder a pose.


As fotos foram tiradas na loja do BH Shopping.
E então, curtiram a linha? Eu particularmente fiquei apaixonada e estou desejando ela quase inteira! hahaha Bom, esse foi meu post para a IV Seleção de Correspondentes Kipling... curtiram? Torçam por mim! Beijão e até o próximo post.


Nos acompanhe nas redes sociais: Facebook | Youtube | Instagram | Instagram | Pinterest

Arlequina: Uma estranha no ninho - os novos 52


Eaí gente! Tudo certo?
Faz um tempão que queria trazer essa resenha para o blog, mas estava esperando minha Harleyzinha chegar do ebay pra deixar as fotos mais bonitas. ❥ Adquiri essa edição no festival do Japão que rolou no começo no ano aqui em BH, depois de uma indicação da Bá, do Cuscuz pra conhecer um pouco mais sobre vilã que super amava, mas pouco conhecia. O encadernado possui as edições de #0 à 8 de histórias solo da Harley, publicadas nos Estados Unidos em 2014, mas aqui ganha o número #1 e o título "Uma estranha no ninho".
Harley sai de Gotham e vai pra Coney Island e começa a viver novas aventuras junto com sua companheira de vida (um castor empalhado). Após saber que um antigo paciente deixou um prédio em seu nome como herança, ela se muda para ele e como proprietária, se vê cheia de dívidas e volta a trabalhar como psiquiatra para conseguir a grana necessária. Quando chega lá se depara com a notícia que alguém colocou sua cabeça á prêmio, então vários assassinos e caçadores de recompensa tentam matá-la ao longo da HQ, enquanto ela e Ivy (Hera Venenosa) tentam descobrir quem está por trás da recompensa.


Em sua a rotina no asilo, ela ouve e aconselha seus pacientes idosos diariamente (após ficar tempos se maquiando para esconder a pele branca) e quando não está trabalhando, está enfrentando pessoas que maltratam animais e libertando/adotando com a ajuda de Ivy. Também consegue entrar para o time de Roller Derby (onde sua maior motivação é mostrar pras valentonas rivais quem é que manda).


A HQ tem diferentes pontos, uns melhores outros nem tanto. Mas no geral eu achei maravilhosa! Vemos claramente como seu cérebro funciona e que ás vezes não funciona muito bem hahaha Também fica claro como a relação dela com a Ivy é linda e sem abusos (como era com o Coringa) e quero sim ver a evolução delas juntas nas HQ's seguintes. Por fazer menção à violência física, pode ser que muitos não gostem, mas pra quem sabe da história e conhece a personagem está super recomendado! Você encontra atualmente no site da Panini por R$23,90 - preço sugerido.



Nos acompanhe nas redes sociais: Facebook | Youtube | Instagram | Instagram | Pinterest

Blog on Pinterest